CDP’s do ABC Paulista têm duas vezes mais detentos do que capacidade prevista

CPD de Santo André 261% acima do limite, situação mais alarmante

Os Centros de Detenção Provisória (CDP’s) da região do ABC Paulista abrigam duas vezes mais presos do que a capacidade prevista, de acordo com levantamento feito pelo Repórter ABC, a partir dos dados mais recentes divulgados pela Secretaria da Administração Penitenciária (SAP). O CPD de Santo André vive a situação mais alarmante, com capacidade para 534 detentos, abriga 1.396, ou 862 acima do suportável pela unidade.

CPD’s da região tem população carcerária muito acima do limite, a situação é alarmante

Em Mauá a situação é semelhante. Na pesquisa feita até 21 de agosto, eram 1.421 presos para apenas 626 vagas distribuídas na unidade. Ou seja, 227% acima da capacidade.

Superlotação no CDP de Diadema chega a 230%, aponta pesquisa, onde a capacidade carcerária é de 613 e a unidade prisional atualmente comporta 1.408 detentos.

A superlotação também acontece na Penitenciária Feminina de Campinas. São apenas 556 vagas, mas até dia 10 de junho 950 mulheres estavam abrigadas na unidade, quase o dobro da quantidade projetada para o local.

Como nos casos anteriores, em São Bernardo do Campo não é diferente. A situação no CDP de São Bernardo do Campo tem 844 vagas para 1.532 presos, o que representa aproximadamente 182%% além do que deveria suportar.

Situação dos presídios na região do ABC Paulista

Segundo dados da Secretaria de Administração Penitenciária do Estado de São Paulo, de dezembro de 2017, o sistema prisional paulista tem 213.613 detentos.

Encontram-se nos quesitos Educação e Trabalho, conforme a tabela abaixo:

Deixe uma resposta