Par de tênis ajuda a Polícia Civil de Ribeirão a prender ladrão que roubou mais de R$ 750 mil

Uma ação que merece grande destaque para Policiais Civis de Ribeirão Pires aconteceu na segunda-feira, 13 de agosto. Os investigadores cumprindo ordem judicial de busca domiciliar e prisão temporária, prenderam por volta das 06:30 horas daquele dia, no Jardim Zaíra em Mauá, Michel da Silva Lima de 24 anos, acusado de roubo na noite de 13 de julho de 2018, onde no crime foram levadas grande quantidade de produtos eletroeletrônicos avaliados em R$ 739.915,47.

O preso – em companhia de comparsas ainda não identificados – subtraiu 85 computadores, 40 impressoras, 80 notebooks, 19 videogames, 433 aparelhos celulares de diversas marcas, 51 aparelhos de som, 100 aparelhos eletrodomésticos variados, 85 tablets e variados outros produtos.

Segundo o relato dos policiais, ao chegarem no endereço, foram atendidos por uma pessoa e ao adentrarem no imóvel, prenderam o acusado no interior de seu quarto.  Após busca na residência, localizaram dentro de um guarda-roupas, dois revólveres calibre 38, ambos sem munição. Uma das armas – a qual foi possível a sua identificação – foi fruto de roubo no Fórum de Diadema.

Ainda no local, foram encontrados dois aparelhos celulares e um par de tênis de interesse da investigação e que deu origem as ordens judiciais contra o meliante.

Em conversa com o Delegado que preside o inquérito, o mesmo que com a prisão, as investigações continuam.

“Os indícios contra o preso são muito fortes, O par de tênis que está apreendido é peça chave para desvendar e avançar nas investigações. Vou requisitar ao judiciário a renovação da prisão temporária. No momento o nosso foco é levantar quem são os demais comparsas que roubaram o estabelecimento comercial aqui em Ribeirão Pires e qual foi o destino da mercadoria”, disse o Delegado.

O detido, preso em flagrante por porte ilegal de arma de fogo de uso restrito, passou por audiência de Custódia em Santo André, e após; foi encarcerado no Centro de Detenção Provisória daquela cidade.

Deixe uma resposta